Primeiras impressões da Campus Party 12


Poppy Crum- Foto: Lucas Christe


Primeiramente, gostaria de compartilhar algo com vocês:


Que evento lindo, meus amigos.



Da nossa primeira visita, no 2º dia, podemos destacar a organização da feira. Na entrada, poucas filas, pois a credencial é única e válida para todos os dias, mesmo para quem não optou pela opção do camping. Banheiros bem localizados, estandes bem distribuídos e de marcas importantes e relevantes no cenário. 

Falando em empresas parceiras, diversas delas tem trabalhado com gameficação, estimulando o engajamento do público com campanhas das marcas. Um modelo muito usado nas campanhas de companhias como Coca-Cola e Café 3 Corações é fazer com que hashtags estipuladas por eles alcancem determinada marca para liberação de brindes. 

Existem diversas acomodações para os campuseiros, mesas com tomadas e cabos de internet de fibra ótica, que entregam aproximadamente 7 megas de download e incríveis 6,8 megas de upload.


A CPBR12 conta com diversas palestras e sabatinas acontecendo em todo canto, a toda hora e dos mais diferentes níveis de nerdices. Desde partículas subatômicas para uso em submarinos, até sobre comédia com uma galera bem fraquinha.



André Santi, Diogo Portugal Paulo Bonfá, Rodrigo Capella e Maurício Meireles- Foto: Lucas Christe

Boa parte das palestras é sobre empreendedorismo, cases de sucesso. Mas também em proporção menores de tamanho, mas não em quantidade, existem aulas sobre programação, arenas de games, partidas de E-sports, e pasmem, até tunning de CPUS, chamado de Case Mod.

Sim, isso é um 

Resumindo, num só dia, tivemos a sensação de que ele rendeu uma semana. Aqui a troca de conhecimento fervilha em cada espaço do Expo Center Norte, seja dos palestrantes, ou de cada campuseiro.



Campuseiros acompanhando o NerdPlayer Live- Foto: Lucas Christe

Postar um comentário

0 Comentários